Terror em Bruxelas: A Guerra Chegou em Casa

O terror do Estado Islâmico-Daesh é o resultado do terror imperialista! Somos contra qualquer Estado de Emergência e repressão contra os povos muçulmanos na Europa!

Declaração da Corrente Comunista Revolucionária Internacional-CCRI (em inglês-RCIT), 23/03/2016, www.thecommunists.net

 

1.             Em 22 de março, membros o Daesh (O denominado Estado Islâmico) cometeu um ataque terrorista no aeroporto Zavanteem, em Bruxelas assim como numa estação do metrô. Assassinaram 34 pessoas e feriram 198. O caso aconteceu três dias após as autoridades comemorarem a prisão de Salah Abdeslam, suspeito de ser o mentor dos ataques em Paris em novembro de 2015.

 

2.             A Corrente Comunista Revolucionaria Internacional-CCRI claramente condena estes ataques como completamente reacionário. Assim como os ataques em Paris, estes ataques não foram direcionados contra alvos militares, mas diretamente contra pessoas comuns. Eles servirão às classes dominantes das potencias imperialistas para justificar e intensificar sua ofensiva contra o povo oprimido do Oriente Médio, assim como para aumentar a ofensiva em geral contra a classe trabalhadora das próprias Grandes Potências, em especial os imigrantes muçulmanos.

 

3.             Estes ataques demonstram mais uma vez o caráter reacionário do Daesh/EI. Eles fazem guerra principalmente contra o povo oprimido e não contra o imperialismo ou contra os regimes reacionários. O CCRI reafirma que a necessidade de lutar contra o Daesh de forma organizada em milícias populares é a tarefa dos trabalhadores e camponeses. Os trabalhadores e oprimidos devem se opor a quaisquer ações das Grandes Potencias e de seus aliados assassinos açougueiros como Assad, partindo do ponto de vista que eles são os terroristas maiores e usam a luta contra o "terrorismo” somente como pretexto para avançar seus interesses imperialistas. Nós afirmamos: Lutar contra o Daesh e ao mesmo tempo lutar contra as causas de sua existência- A exploração das Grandes Potencias e as guerras do Oriente Médio.

 

4.             O primeiro ministro da França Manuel Valls, um socialdemocrata de direita, anunciou logo após os ataques em Bruxelas: "Estamos em Guerra. Estamos sujeitos nos últimos meses na Europa a atos de guerra." É verdade que as classes dominantes da Europa- Assim como das outras grandes potencias-estão em Guerra. Elas estão em guerra contra os povos oprimidos do Oriente Médio desde há muito tempo com o objetivo de explorar a abundância de recursos naturais da região. É por isso que os EUA, França e Grã-Bretanha bombardeiam o povo na Síria, Iraque e Líbia dia-a-dia. É por isso que eles dão apoio e cooperam estreitamente com ditadores no Egito, Síria, Irã, Arábia Saudita, e outras monarquias do Golfo. Além disso, temos o contínuo terror e limpeza étnica do estado de Apartheid de Israel contra o povo Palestino. Como resultado centenas de milhares de pessoas morreram nos últimos anos e milhões se tornaram refugiados. A grande maioria das pessoas vive em completa miséria. São as brutais agressões das Grandes Potencias e de seus aliados ditadores que levam cada vez mais pessoas ao desespero e as leva a dar apoio a grupos reacionários do tipo Daesh/EI.

 

5.             Dessa forma os ataques em Bruxelas não são nenhuma surpresa. De fato, o CCRI antecipou meses atrás a possibilidade de repetição de ataques como aqueles em Paris. No nosso documento Perspectivas Mundiais nós escrevemos: As potências imperialistas vão acelerar suas intervenções militares nos países semicoloniais- primeiro e principalmente no Norte de África e Oriente Médio - e vão colaborar mais estreitamente com as ditaduras reacionárias no sentido de "pacificar" os levantamentos revolucionários populares. Como resultado, os ataques terroristas provavelmente também se intensificarão."

 

6.             O CCRI enfatiza a necessidade dos trabalhadores, imigrantes e jovens na Europa em se unir na luta contra o racismo, contra a opressão estatal, e contra os ataques nos direitos democráticos e sociais. Além disso, é urgente mobilizar no sentido de colocar para fora do Oriente Médio as Grandes Potencias. Da mesma forma nós chamamos os trabalhadores e oprimidos a dar apoio à Revolução Árabe contra as ditaduras, assim como dar apoio aos refugiados que desejem ir à Europa.

* Não ao Daesh/EI e seus ataques terroristas!

* Contra qualquer "Estado de Emergência" e contra qualquer mobilização do exército na Bélgica, França ou outro país da Europa!

* Lutar contra o racismo e contra a repressão aos muçulmanos na Europa!

* Colocar as Grandes Potências para fora do Oriente Médio! Dar apoio à resistência contra os agressores imperialistas!

* Dar apoio à Revolução Árabe contra os ditadores!

* Abrir as fronteiras! Abaixo o Muro de Ferro da União Europeia contra os refugiados!

* Seguir em frente na construção de um Partido Mundial revolucionário!

 

Secretariado Internacional do CCRI

 

Sobre nossa posição sobre os recentes ataques terroristas na Europa consultar:

Em Português: O Ataque Terrorista em Paris é o resultado do terror imperialista no Oriente Médio! Parar o belicismo da França e das outras Potências Imperialistas! Não à Mobilização do Exército dentro da França! Defender os povos muçulmanos contra os ódios Chauvinistas e contra a Repressão Estatal! http://www.thecommunists.net/home/português/terror-em-paris/

Em inglês: RCIT: World Perspectives 2016:Avanço da Contrarrevolução e Aceleração das Contradições de Classe e as tarefas dos revolucionários) 23 January 2016, http://www.thecommunists.net/theory/world-perspectives-2016/

Em Inglês: RCIT: A Crescente instabilidade e militarização da União Europeia. Sobre as tarefas dos Revolucionários na nova fase política aberta na Europa após os ataques em Paris.08.12.2015, http://www.thecommunists.net/worldwide/europe/militarism-in-eu/

Em Português: RCIT: França Após os ataques em Paris: Defender o Povo Muçulmano Contra as Guerras Imperialistas, o ódio chauvinista e a repressão Estatal. 9.1.2015, http://www.thecommunists.net/home/português/paris-attacks/

Em inglês: Michael Pröbsting: França: O “Partido Comunista Falha no Voto Parlamentar contra a Guerra Imperialista No Iraque.15.1.2015, http://www.thecommunists.net/worldwide/europe/french-pcf-iraq-war/

Em Inglês: Michael Pröbsting: Após os Ataques em Paris: Socialistas devem dar as mãos com o povo muçulmano Contra o Imperialismo e contra o Racismo! As Forças Centristas Tentam Impedir o Movimento dos Trabalhadores ao Falhar em se Colocar Em Solidariedade com Os Muçulmanos e Contra a Guerra Imperialista! 17.1.2015, http://www.thecommunists.net/worldwide/europe/france-defend-muslims/

Em Português: RCIT: O caráter racista do Charlie Hebdo e da campanha pró-imperialista "Je Suis Charlie", http://www.thecommunists.net/home/português/racist-charlie-hebdo/

 

Free Homepage Translation